terça-feira, 13 de abril de 2010

QUAL O MOTIVO DA NOSSA EXISTÊNCIA?

Às vezes me pergunto em uma infinidade de opções, o que levou a Deus escolher a nossa raça denominada de humana, para ser a todo poderosa neste planeta, e até provarem, a de toda uma galáxia. Às vezes você está se perguntando, como assim “toda poderosa”?
Analise e pense comigo, se não temos o poder sobre as nossas mãos! Nós pensamos, agimos, tomamos decisões, podemos dizer sim ou não, podemos amar na mesma intensidade de odiar, podemos sorrir e ao mesmo tempo chorar, podemos ser, como também podemos fingir o que não somos, e ainda tem o tal do livre arbítrio, que alguns usam com maestria e outros não fazem idéia do que é, e quando tem a oportunidade de usá-lo simplesmente ficam sem saber o que fazer e comete erros e atrocidades inimagináveis.

Olhando por este ponto, não temos o poder nas mãos? Claro que temos! E o que temos feito com esse poder, e para alguns poderes. Somos como aqueles homens e mulheres, que com as suas lutas e descobertas propuseram um mundo um pouco melhor, ou somos como os Césares em seu Coliseu, brincando com o polegar, apontando para cima ou para baixo, brincando de deus com as vidas das pessoas.

A partir desta visão, eu lhe pergunto, Qual o motivo da nossa existência?
Você nunca se perguntou, por que você nasceu, por que está neste mundo, neste país, neste estado, nesta cidade, neste bairro, nesta casa, nesta vida. Qual o legado que você pretende deixar para os seus filhos, netos e ancestrais.

Muitos enlouqueceram, e morreram por não ter, e nem achar um motivo para a nossa existência. Muitos se preocuparam de onde viemos, como fomos criados, e a partir daí varias teorias foram formadas, desde as bíblicas, passando pela a dos macacos, até chegarmos a uma grande explosão, não vou me aprofundar nestas teorias, pois sinceramente não me interessa de onde viemos, mas sim para que viemos.


O que adianta eu ser a imagem e semelhança de um Deus, vir de um macaco, ou seja lá o que; se não podemos mudar a vida dos nossos vizinhos, ou melhor não conseguimos mudar as nossas próprias vidas, quando digo vidas, me refiro eu e você, que está lendo este livro.

Muitas vezes afirmamos que somos a imagem e semelhança de Deus, mas não somos nem um pouco parecido com este Deus, não digo ser Deus, mas sim parecido com Ele; que ama não importa quem, simplesmente ama, que sacrifica o que tem de melhor em prol deste amor, e que seu olhar de amor, sempre está acima das suas misericórdias. Logo entendo, que nos existimos, pois Deus existe, e nos ama. E Ele nos mostra através de vidas nas sagradas escrituras, porque nos existimos.

*No decorrer da semana, vou mostrar a vocês, através de personagens bíblicos porque Deus nos criou, e porque existimos.

Evangelista Henrique Alves Membro da Catedral das Assembleias de Deus em Jardim Primavera Dirigente da Congregação de Monte Horebe

2 comentários:

  1. muito bom artigo, amigo. Colocações e indagações importantes sobre nossa importancia e as possibilidades de transformação de nossas vidas por Deus e em Deus.

    Muito obrigado!

    Thiago

    ResponderExcluir
  2. qual o motivo da nossa existência me pegunto sempre, quando vejo sofrimento e dor porque tanto sofrimento porque tanta dor, ódio, e rancor, pq guerras, pobreza, fome e miséria.

    ResponderExcluir